Instituto de Israel diz que vacina para coronavírus pode ser criada em 90 dias

A equipe já trabalhava no desenvolvimento de uma vacina contra a doença em aves

Foto: divulgação

Uma vacina contra o novo coronavírus pode ser criada em 90 dias. A afirmação foi feita por David Zigdon, CEO do Galilee Research Institute (Migal), localizado na Galileia, em Israel. Zigdon participou de uma entrevista coletiva nesta quinta-feira (27), junto com sua equipe, para anunciar avanços nas pesquisas.

Segundo o cientista, a equipe trabalhava no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus para aves. Os testes preliminares provaram sua eficácia e animaram a equipe a buscar modificações que permitam que a imunização de humanos.

“Trabalhamos para obter uma vacina efetiva [para humanos] contra o COVID-19 dentro de oito a dez semanas, e passar para os testes em humanos em 90 dias”, declarou Zigdon. O pesquisador acrescentou que, tanto a vacina para aves, quanto a para humanos, deve ser administrada por via oral.

A equipe que trabalha no projeto é especializada em biotecnologia, meio ambiente e agricultura. A iniciativa mereceu um elogio público do ministro de Ciência e Tecnologia de Israel, Ofir Akunis. “Espero e torço para haja progressos em breve”, declarou. Seu ministério é um dos patrocinadores do estudo.

A notícia foi compartilhada pelo instituto israelense em sua página no Facebook.

Uma resposta para “Instituto de Israel diz que vacina para coronavírus pode ser criada em 90 dias”

  1. Eurico Ussombo Tchivanducua disse:

    Que DEUS abençoe o vosso projecto, para o BEM da Humanidade!….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.