Instalação do Parlamento Metropolitano na Alego é adiada

Sessão inaugural seria realizada na próxima terça-feira, 9, entretanto foi adiada devido ao avanço do coronavírus em Goiás

Nova data para a instalação do Parlamento Metropolitano será discutida| Foto: Sérgio Rocha/Alego

Prevista para o dia 9 de março, a instalação do Parlamento Metropolitano foi adiada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB). Em entrevista do Jornal Opção, o presidente da Casa explicou que o motivo para o adiamento foi o avanço da pandemia do coronavírus em Goiás. Segundo Lissauer, não há justificativa para reunir representantes de 21 cidades para uma reunião presencial. Entretanto uma nova data será marcada assim que a questão do coronavírus for resolvida. 

O Parlamento Metropolitano terá 41 cadeiras, a exemplo da Alego. O parlamento reunirá deputados estaduais e vereadores dos 21 municípios que fazem parte da Região Metropolitana de Goiânia. A maior parte das cadeiras será ocupada pela Assembleia e em seguida a Câmara Municipal de Goiânia, as cadeiras serão distribuídas de forma proporcional.

Serão realizadas deliberações para debater questões relacionadas principalmente a infraestrutura, mas também outras questões pertinentes à região. Além dos representantes das Câmaras de Vereadores, o setor produtivo será chamado para discutir os problemas e buscar soluções para a Região Metropolitana de Goiânia. 

O presidente da Alego frisou que até poderia dar início aos trabalhos realizando uma reunião de forma virtual. Como se trata da primeira reunião do grupo, o parlamentar preferiu dar prioridade à reunião presencial para dar entrosamento entre os membros, mas que não há clima no momento para a reunião presencial. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.