Correligionário de Ronaldo Caiado (DEM), que o apoiou nas eleições, manifestou descontentamento com falta de contrapartida do governador

Foto: reprodução

No Pequeno Expediente da Assembleia Legislativa de Goiás, nesta quinta-feira, 22, o deputado estadual Dr. Antônio (DEM), que é da base e correligionário do governador Ronaldo Caiado, desabafou sua insatisfação. “Não estou traindo ninguém, mas eu esperava ajudar a administrar”, disse.

A fala vem, inclusive, um dia após o deputado Cláudio Meirelles (PTC) instigar os deputados da situação, alegando que via tristeza nos rostos de Dr. Antônio e de Álvaro Guimarães, ambos do Democratas.

“Eu não tenho motivo para estar alegre, e não é porque sofri um infarto há 20 dias não, é porque quando você ajuda um governo, você tem que participar”, desabafou Antônio.

Segundo ele, seu eleitorado tem reclamado da baixa representatividade. “E com direito, pois não tenho ninguém indicado para fazer representação dessas cidades. Estou falando aqui mas passei mensagem para o governador falando o mesmo”, acrescentou.

O parlamentar disse, sem citar nomes, que não é o único nessa lida. Ele, junto a outros tantos deputados, foi um dos mais ferrenhos apoiadores de Caiado durante a eleição de 2018. 

Ele ainda elogiou o trabalho do presidente da Alego, Lissauer Vieira (PSB). “É um orgulho ter feito história junto com o senhor nessa Mesa Diretora, tenho certeza que toda a população de Goiás hoje tem uma Assembleia independente como os Poderes foram criados para ser”.