Iniciativa do Governo Estadual dá inicio a recuperação do Meia Ponte

Reunião entre Governo de Goiás e parceiros iniciaram planejamento nesta segunda-feira, 9. Entre as ações está previsto o plantio de 150 mil mudas de plantas 

Projeto será executado em conjunto | Foto: divulgação

Em reunião entre o grupo intersetorial e parceiros o Governo de Goiás iniciou nesta segunda-feira, 9, o projeto de recuperação da Bacia do Rio Meia Ponte. O encontro definiu detalhes das atividades, prevendo a plantio de mais de 150 mil mudas de plantas, cercamento, a recuperação de pastagens, conservação de solo e água, informa a administração do Estado.

Para o desenvolvimento das ações, participarão do projeto profissionais das secretarias do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), de Segurança Pública (SSP), Saneago, Emater, além de representantes de prefeituras, Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Ministério Público (MP).

De acordo com o governo, a maior parte da mão de obra do plantio das mudas será composta de reeducandos do sistema prisional, do regime semiaberto, em fase de ressocialização, sob comando da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP). Além do reflorestamento há a previsão de  ações de educação ambiental para uso racional da água e dias de campo, com palestras informativas sobre gerenciamento e boas práticas de gestão e manutenção de barragens e irrigação.

Segundo a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, o objetivo do Estado é estabelecer bases sólidas para garantir maior produção de água na região, maior produtividade nas áreas rurais e evitar qualquer risco de desabastecimento durante o período de estiagem.

“Devemos começar a falar não só sobre como economizar água, mas também sobre como produzir mais água. Com as ações previstas a médio e longo prazos, devemos eliminar o termo crise hídrica do nosso calendário ambiental”, afirma a titular da Semad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.