Indústria goiana fecha 2018 com o pior resultado entre os estados, aponta IBGE

No entanto, Goiás obteve o maior avanço do país em dezembro frente a novembro

Indústria goiana teve alta dez vezes maior que a média nacional em setembro, conforme levantamento do IBGE
Foto: Divulgação

Segundo dadaos divulgados pelo IBGE, a produção industrial goiana em dezembro de 2018 avançou 10,5% em relação a novembro de 2018, na série com ajustes sazonais. O melhor resultado dentre todas as localidades pesquisadas, a maior variação mensal desde junho de 2018 (mês após a greve dos caminhoneiros), e o melhor mês de dezembro desde início da série histórica (janeiro 2002).

A produção industrial nacional aumentou apenas 0,2%, na mesma base de comparação. A estabilidade nacional da produção é reflexo do avanço em 7 dos 15 locais pesquisados.

Contudo, mesmo com um avanço em dezembro, a indústria goiana teve um recuo de 4,5% em 2018, mostrando que o grande avanço de dezembro não foi o suficiente para compensar o as quedas ao longo do ano. Assim, 2018 é o ano com o pior acumulado desde início da série histórica. Enquanto a indústria brasileira teve um avanço de 1,1% em 2018, segundo ano consecutivo de crescimento.

Na comparação com igual mês do ano anterior, a indústria de Goiás avançou 1,1% em dezembro de 2017, com quatro das nove atividades investigadas mostrando aumento na produção. As principais variações positivas sobre o total da indústria foram observados nos setores de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (77,9%), da indústria extrativa (19,9%), e de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (10,3%). Os produtos que mais influenciaram para o resultado em cada setor foram álcool etílico, minérios de cobre em bruto ou beneficiados e esquadrias de ferro e aço respectivamente.

Em sentido oposto, as piores variações positivas foram nos setores de veículos automotores, reboques e carrocerias (-58,7%) e de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-16,9%), influenciado, em grande parte, pela menor produção de automóveis com motor diesel na primeira e de medicamentos, na segunda.

A Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), do IBGE, gera indicadores de produção mês a mês para as indústrias extrativa e de transformação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.