Cada hectare corresponde, aproximadamente, às medidas de um campo de futebol oficial

Foto: Reprodução.

O fogo que consome parte do Pantanal, na região Centro-Oeste, já destruiu 3,461 milhões de hectares. De acordo com o balanço que o governo do Mato Grosso do Sul divulgou na tarde desta quinta-feira,1, só no estado o bioma já perdeu 1,408 milhão de hectares. Além disso, no Mato Grosso, as chamas consumiram outros 2,053 milhões de hectares.

Os dados foram apresentados pelo chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, tenente-coronel Waldemir Moreira Júnior. Segundo ele, o tamanho da área do Pantanal queimada até o último dia 27 confirma que este tem sido um ano atípico não só para o bioma, como para toda região.

“Desde março, extrapolamos a máxima histórica mensal de focos de calor no Pantanal”, comentou Moreira, comparando os 18.259 focos de calor registrados no bioma entre 1 de janeiro e ontem, 30 de setembro, com os 12.536 focos registrados no mesmo período de 2005, pior resultado até então. “Este ano já superamos o recorde histórico. E tudo indica que em outubro não será diferente”, acrescentou.

Cada hectare corresponde, aproximadamente, às medidas de um campo de futebol oficial. Com a conversão, a área incinerada equivale a 34,6 mil quilômetros quadrados. Um território maior que Alagoas, que possui 27,8 mil km².