Imunizante da Pfizer apresenta 90,7% de eficácia em crianças de 5 a 11 anos

O estudo envolveu 2.268 participantes. Ao final, somente três crianças vacinadas desenvolveram a doença, depois de contato com o vírus. FDA analisa, na próxima terça-feira, se libera a aplicação nessa faixa etária

A vacina contra a Covid-19, produzida pela Pfizer, apresentou 90,7 de eficácia em crianças de 5 a 11 anos de idade. A conclusão foi de um estudo clínico realizado pela empresa farmacêutica e divulgado nesta sexta-feira, 22.

O estudo envolveu 2.268 participantes. Ao final, somente três crianças imunizadas desenvolveram a doença, depois de ter contato com o vírus. As crianças receberam as duas doses em intervalo de 21 dias. Cada uma contém o equivalente a um terço da quantidade inoculada em pessoas maiores de 12 anos.

Conforme indicaram os resultados preliminares, essa porção do medicamento assegura níveis de anticorpos similares aos desenvolvidos por adultos que receberam a dose completa.

As informações do estudo foram encaminhadas à Food and Drug Administration (FDA), órgão regulador dos Estados Unidos. A reunião com os representantes da agência para a votação que vai definir se o imunizante poderá ser aplicado nas crianças dessa faixa etária será realizada na terça-feira (26).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.