Imitador de Bolsonaro arranca gargalhadas de Temer em reunião; veja vídeo

Em vídeo que circula nas redes sociais, humorista André Marinho, filho de desafeto de Bolsonaro, faz sátira com presidente

Imitador de Bolsonaro arrancada gargalhadas de Temer. | Vídeo: divulgação.

O humorista André Marinho arrancou gargalhadas do ex-presidente Michel Temer ao imitar Bolsonaro em um jantar. A sátira dizia respeito à carta escrita pelo emedebista, na última quinta-feira (9), e assinada pelo presidente da república com intuito de acalmar os ânimos entre os poderes.

No vídeo que circula pelas redes sociais, é possível ver o humorista André Marinho. filho do político e empresário Paulo Marinho e apresentador do programa “Pânico”, da rádio Jovem Pan, imitando Bolsonaro. “E essa cartinha que eu recebi, é tua?”, diz André a Temer, que acena positivamente com a cabeça.

O humorista prossegue a imitação: “Achei ela meio infantil, meio marica, eu estou achando que foi o Michelzinho que mandou para mim”, afirmou André Marinho ao se referir ao filho do ex-presidente, que tem 12 anos.

A fala do humorista é direcionada para o conteúdo da carta divulgada por Bolsonaro. “Cadê a parte que eu combinei contigo de queimar o STF? Cadê a parte que eu combinei de roubar as perucas do [Luiz] Fux [presidente do STF]? Cadê a parte que eu combinei de botar o pau de arara na Praça dos Três Poderes e dar de chicote no lombo de Alexandre de Moraes? Assim não vai dar!”, brincou.

A reunião, organizada por Temer, foi realizada, na última segunda-feira (13), no apartamento do investidor Naji Nahas, em São Paulo. Além do emedebista e do humorista, estavam presentes: o empresário Paulo Marinho; o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab; o presidente do Grupo Bandeirantes, Johnny Saad; o jornalista, apresentador e diretor da GloboNews, Roberto D’Ávila; o editorialista do jornal O Estado de S.Paulo, Antônio Carlos Pereira; o empresário e investidor Naji Nahas; o cirurgião do hospital Sírio-Libanês, Raul Cutait; e o advogado José Yunes.

O vídeo foi gravado por Elsinho Mouco, marqueteiro de Michel Temer. Depois, foi encaminhado ao empresário Paulo Marinho, desafeto de Bolsonaro, que promoveu a divulgação generalizada para a mídia no final da noite.

O marqueteiro de Temer fez vários vídeos durante o jantar. No intuito de atenuar o impacto da imitação de Bolsonaro, Mouco deve divulgar essas gravações nesta terça-feira, para tentar atenuar o impacto do sketch com a imitação de Bolsonaro.

Paulo Marinho apoiou a eleição de Bolsonaro. No entanto, o rompimento ocorreu quando empresário contou que Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) revelou a ele que teria recebido informações privilegiadas da Polícia Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.