Imagens mostram produtos vencidos e máquinas abandonadas na Secretaria da Saúde

Vereadores integrantes da CEI da Saúde encontraram série de irregularidades no almoxarifado do órgão, em Goiânia

Este slideshow necessita de JavaScript.

*Matéria alterada às 11h08 para acréscimo de posicionamento da Secretaria Municipal de Saúde

Em visita ao almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia na última terça-feira (12/12), os vereadores que integram  a Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga a pasta encontrou uma série de irregularidades no local.

Segundo os parlamentares, estavam estocados latas de leite em pó vencidos, sondas nasogátricas e luvas também com o prazo de validade expirado, além de 10 aparelhos de raio-x e duas máquinas de lavar paradas. As fotos foram publicadas nas redes socias pela vereadora Dra. Cristina Lopes (PSDB), integrante da CEI.

“É um absurdo o dinheiro público desperdiçado e centenas pessoas morrendo na nossa capital. Prefeitura de Goiânia é caso de Polícia!”, escreveu a vereadora na postagem.

Diante do que foi visto no local, os vereadores se reunirão na tarde desta quarta-feira (13), às 14 horas, com o coordenador do Centro de Apoio Operacional da Saúde , promotor Eduardo Prego. Os vereadores vão apresentar o que foi apurado até agora pela CEI e pedir providências ao Ministério Público.

Procurada, a Secretaria de Saúde afirmou, por meio de assessoria de imprensa, que os materiais encontrados como leite em pó, insumos, luvas e sondas, foram adquiridos pela gestão anterior e que a partir desta gestão, a pasta implantou novo sistema para rastrear e ter maior controle dos produtos adquiridos.

Sobre o maquinários, a secretaria disse que são sete máquinas de raio x que serão instaladas em diferentes unidades de saúde na capital, em prazo ainda não definido. Confira na íntegra a nota da SMS encaminhada ao Jornal Opção:

Leite em pó e insumos, como luvas e sondas: Sobre as caixas de leite em pó e insumos, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) pontua que os materiais foram adquiridos pela gestão anterior conforme demanda espontânea e que o sistema utilizado, por ser manual, não possibilitava o rastreamento desses produtos. Para evitar o problema, neste ano a SMS investiu em um novo sistema para rastrear, de forma integrada, os produtos adquiridos pela pasta, como insumos e medicamentos. A partir de agora, todos os materiais são monitorados e controlados pela própria SMS.

Raio X: A SMS informa que os sete equipamentos de raio X que se encontram no almoxarifado serão instalados pela atual gestão no próximo ano nas seguintes unidades de saúde: Chácara do Governador, Cais de Campinas, Upa Itaipu, Upa Noroeste, Cais do Bairro Goiá, Crof e no Ciams Novo Horizonte. A SMS esclarece que os equipamentos foram adquiridos há mais de dois anos e que a instalação obedecerá cronograma previamente estabelecido com empresa Tech Capital.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.