Igreja evangélica debocha de famílias homossexuais e causa revolta na internet

Usuários do Facebook acusaram a igreja de homofobia e deram início a uma campanha para que pessoas denunciassem a página. Em nota, a denominação “se explicou”

Reprodução

Uma igreja evangélica de São Carlos, em São Paulo, causou alvoroço nas redes sociais nesta semana depois de publicar no Facebook uma imagem com desenhos de uma família composta por um casal heterossexual e um homoafetivo com os dizeres “Deus fez a família original, diga não à pirataria”.

O post gerou revolta entre internautas e acabou removido pelo Facebook. Na publicação, os usuários da rede social acusaram a igreja de homofobia e deram início a uma campanha para que pessoas denunciassem a página.

Depois de toda a confusão, a igreja resolveu “se explicar” e publicou uma nota dizendo que “estão acostumados com os ataques justamente daqueles que dizem sofrer por serem oprimidos”.

“A sociedade laica pode escolher não temer a Deus, mas a Igreja como instituição privada escolhe seguir os ensinamentos bíblicos. Quem quiser fazer parte da Igreja Projeto de Deus deve seguir o CREDO da igreja. É apenas uma questão de escolha”, afirmou a denominação.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.