Idoso de 81 anos com pancreatite aguda morre em Aparecida a espera de UTI

Secretaria Municipal de Saúde afirmou que fez o pedido com urgência à Central de Regulação de Goiânia, mas não obteve êxito  

Foto: Arquivo Pessoal

Um idoso de 81 anos, diagnosticado com pancreatite aguda, morreu nesta segunda-feira, 14,  na (Unidade de Pronto Atendimento) UPA do Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia, onde estava internado há 12 dias.

O homem, de nome José Maria Gomes, que também sofria de alzheimer, precisava de uma vaga em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Hospital Alberto Rassi ou no Hospital das Clínicas.

De acordo com a neta do idoso, Jéssica de Castro Neto, lamenta o caos na saúde pública em Goiânia. “Só Deus sabe a dor que estou sentindo. Ele não era só meu avô, era também meu pai, a minha vida toda morei com ele”, disse ela.

Em nota, a secretaria Municipal de Saúde de Aparecida disse que realizou o pedido de vaga na UTI para a Central de Regulação de Goiânia. “Pedimos prioridade e urgência, mas a vaga não saiu”.

Já a secretaria Municipal de Goiânia afirmou que o Complexo Regulador seguia em busca de leito junto aos prestadores de serviço para atender o paciente, quando foi informado de que o paciente veio a óbito.

“O Complexo esclarece ainda que uma equipe técnica acompanha todas as solicitações de internação em UTI e transferência de pacientes. Os pedidos são autorizados conforme a disponibilidade de vagas e o perfil de cada caso”, disse a nota.

Problemas com falta de UTI em Goiânia, apesar de grave, é uma situação “normal”. Às 17h13 desta segunda-feira, 14, por exemplo, há 79 pessoas aguardando por uma vaga, conforme mostra o site da Prefeitura.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.