O Instituto Cultural Bernardo Élis Para os Povos do Cerrado (Icebe) emitiu nota em repúdio aos ataques realizados em Brasília durante o último domingo. No texto, o instituto diz esperar “apuração de responsabilidades e a exemplar punição dos responsáveis”, citando a necessidade de identificar e punir patrocinadores e agitadores que promoverem os atos.

Ao destacar o compromisso com a democracia, o Icebe pontuou que a ação é tomada em coerência com ideais democráticos e pacíficos de Bernardo Élis, patrono que dá nome ao instituto.

Bernardo Élis foi um advogado, professor a autor brasileiro. Natural de Corumbá de Goiás, morreu em 1997 e até hoje é o único goiano a entrar para a Academia Brasileira de Letras.