IBGE: Goianos se dizem mais saudáveis que o resto do Brasil

Dado foi divulgado pelo IBGE e mostra que o índice de Goiás foi de 66,3% enquanto a média do País foi de 66,1%

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Pesquisa Nacional de Saúde – 2013 (PNS) divulgada nesta quarta-feira (10/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que 66,3% dos goianos com 18 anos ou mais de idade autoavaliaram sua saúde como boa ou muito boa. No Brasil, esse índice foi de 66,1%.

O estudo, realizado em convênio com o Ministério da Saúde, aponta ainda que em Goiás os homens (70%) e as pessoas que se declaram pardas (66,8%) são as que mais avaliam positivamente sua saúde. Em contrapartida, as mulheres (62,8%) e os negros (60%) são os mais insatisfeitos.

Foi estimado que, no Brasil, 7,6% das pessoas de 18 anos ou mais de idade receberam diagnóstico de depressão por profissional de saúde mental. Esse percentual em Goiás foi de 7,1%, sendo que uma proporção maior foi observada em mulheres (11,3%), contra 2,5% dos homens.

A pesquisa também mostrou que a proporção de indivíduos de 18 anos ou mais que referem diagnóstico de hipertensão arterial no Brasil foi de 21,4% em 2013. Em Goiás, essa proporção era de 22,1%, ocupando a 5º aposição entre as unidades da federação.

Ainda de acordo com a PNS, em 2013, 4,2% de pessoas de 18 anos ou mais de idade tiveram algum diagnóstico médico de alguma doença do coração no Brasil. Em Goiás essa proporção é maior que a média nacional (5,5%).

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.