Hospital privado de Goiânia passa por nova vistoria do Cremego, mas continua interditado

Antigo hospital Lúcio Rebelo ficou impedido de realizar novas internações depois que conselho de medicina identificou irregularidades na unidade 

O Hospital Adonai, entidade privada no Setor Pedro Ludovico, em Goiânia, segue interditado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego), mesmo após nova perícia nesta quarta-feira (6/6).

O antigo Hospital Lúcio Rebelo ficou impedido de realizar novas internações depois que uma perícia constatou irregularidades na estrutura física, falta de materiais e de medicamentos.

Segundo o conselho, para suspender a interdição, é preciso que a diretoria do hospital assine um Termo de Acordo de Conduta (TAC) com a definição de prazos para a correção das não-conformidades pendentes — o que ainda não aconteceu — e da aprovação da desinterdição pelos conselheiros do Cremego.

Com a interdição ética, os médicos ficam impedidos de trabalhar no hospital e novas internações passam a ser suspensas. Pacientes internados continuarão sendo atendidos até a alta médica. Procurado, o hospital não quis se pronunciar sobre o caso.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.