Hospital Albert Einstein cria teste em larga escala para detectar Covid-19

Amostras colhidas nos pacientes foram analisadas em equipamento utilizado para identificar mutações celulares que podem evoluir para câncer

Foto: Reprodução

O Hospital Albert Einstein anunciou nesta quinta-feira, 21, a criação de um  teste para detectar a Covid-19 em larga escala. O método conta com uma análise feita a partir do RNA do vírus, com alta potência de precisão e possibilidade de processamento até dezesseis vezes maior do que o RT-PCR, técnica amplamente utilizada em todo o mundo para detectar o novo coronavírus.

Especialistas do hospital trabalharam cerca de dois meses no sequenciamento genético do vírus e no desenvolvimento de um programa de análise. Através disso, foi possível processar as amostras colhidas nos pacientes em um equipamento normalmente utilizado para detectar mutações celulares que podem evoluir para quadros de câncer.

“A máquina do RT-PCR processa 96 testes ao mesmo tempo, já essa máquina tem capacidade de receber 1.536 amostras simultaneamente”, explicou o presidente Hospital Albert Einstein, Sidney Klajner.

Em razão do aumento expressivo na quantidade de testes avaliados ao mesmo tempo e por usar máquinas e insumos que não estão em falta no mercado, o preço pago por cada uma das análises pode ser menor do que para o RT-PCR , calculado em 250 reais na instituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.