Homem invade igreja em Aparecida de Goiânia e ataca fiéis

“Vai morrer todo mundo”, teria dito o suspeito que esfaqueou quatro vítimas durante a celebração 

Homem foi imobilizado na igreja | Foto: reprodução

Um homem invadiu a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias localizada no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, durante celebração na manhã deste domingo (2/12) e atacou os fiéis com uma faca. Segundo relatos de testemunhas, o suspeito teria entrado no local gritando “vai morrer todo mundo” e conseguiu atingir quatro homens.

As vítimas foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). De acordo com a direção geral da unidade de saúde, um homem de 33 anos deu entrada com ferimentos por arma branca, passou por avaliação ortopédica e foi submetido a procedimento de sutura na mão esquerda, tendo alta às 13h20. Esta foi a única vítima a ser liberada até o momento.

Os demais atingidos pelas facadas seguem internados, com estado de saúde estável, segundo o Huapa. Um homem de 40 anos, que sofreu múltiplos ferimentos, foi atendido pela equipe cirúrgica e aguarda a realização de exames de imagem. Uma vítima de 42 anos, que também foi ferida diversas vezes, passou por sutura e está em observação. Não há previsão de alta para ambos.

Um terceiro paciente tem 31 anos e foi atingido no punho direito. Ele passou por avaliação cirúrgica e será transferido para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde será submetido a uma cirurgia vascular.

No início desta tarde, o acusado foi encaminhado para o 1º Distrito Policial (DP) de Aparecida de Goiânia, onde foi registrada a ocorrência. Em seguida, foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde será submetido a exames de corpo de delito. Devido a um corte na testa que teria sofrido no momento em que foi imobilizado por populares, ele também foi levado a uma unidade de saúde para a realização dos procedimentos médicos necessários.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.