Homem é condenado a 22 anos de prisão por tentativa de homicido e estupro de criança

Jurados acolheram as qualificadoras de crime praticado por meio cruel e para assegurar a ocultação de crime em relação à tentativa de homicídio

Sandoval Martins dos Santos foi condenado a 22 anos e 5 meses de prisão pela tentativa de homicídio duplamente qualificado da ex-companheira e estupro da enteada de 13 anos. Ao ser julgado pelo Tribunal do Júri, o Conselho de Sentença considerou o réu culpado pelos crimes. O crime aconteceu no dia 31 de agosto de 2019 em Itauçu.

Os jurados acolheram as qualificadoras de crime praticado por meio cruel e para assegurar a ocultação de crime em relação à tentativa de homicídio e reconheceram a prática de estupro de vulnerável por quatro vezes contra a adolescente.

No dia 31 de agosto de 2019, Sandoval tentou matear a mulher batendo uma barra de ferro na cabeça dela para esconder os delitos sexuais praticados anteriormente contra a enteada. Após contar à mãe, esta confrontou o companheiro que, achando que seria preso, pegou uma barra de ferro e passou a golpeá-la. Ao ouvir os gritos da mãe, a adolescente tentou entrar no quarto do casal, mas foi impedida por Sandoval que passou agarrá-la pelo pescoço e, mais uma vez, a violentou e fugiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.