“Hipster da Federal” usou redes sociais para defender fraude em reeleição de Dilma

Conhecido como “policial gato”, Lucas Valença ficou famoso na internet após aparecer em foto escoltando o ex-deputado Eduardo Cunha, preso na última quarta (19)

Famoso nas redes sociais desde que apareceu em foto escoltando o ex-deputado Eduardo Cunha, preso na última quarta-feira (19/10) em Brasília, o policial federal Lucas Valença (ou apenas “hipster da federal”) teve sua vida vasculhada por internautas nas redes sociais.

Uma das descobertas dos usuários é que o novo pupilo das redes é opositor ferrenho ao Partido dos Trabalhadores. Em publicação no Facebook de 26 de outubro de 2014, logo após a reeleição de Dilma Rousseff, o policial de 30 anos chegou a afirmar que as urnas do país teriam sido fraudadas para manter a legenda no poder.

“Não consigo sinceramente acreditar que o povo brasileiro reelegeu a presidente Dilma! Por mais que certa parte da população tenha votado nela, a despeito do seu despreparo, gagueira, insegurança, apoio de uma massa de corruptos…Eu prefiro crer que a manipulação das urnas foi o grande responsável por esse lastimável resultado”, escreveu na época.

Reprodução

Reprodução

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.