Henrique Arantes cancela sessão ordinária da Assembleia e é criticado por deputados

Primeiro secretário surpreendeu colegas ao suspender discussões e votações pontualmente às 15h, por falta de quórum

| Foto: Marcos Kennedy

Deputados disseram que Henrique se precipitou ao tomar decisão | Foto: Marcos Kennedy

O primeiro secretário da Assembleia Legislativa, deputado Henrique Arantes (PTB), surpreendeu os deputados nesta quarta-feira (9/3) ao suspender a sessão ordinária exatamente às 15h, por falta de quórum. Os parlamentares, que aos poucos chegavam ao plenário, criticaram a decisão de Henrique, que presidiria a sessão no lugar do presidente Helio de Sousa (DEM).

Em entrevista à TV Assembleia, o deputado José Vitti (PSDB) alfinetou Henrique: “Acho que o Henrique se precipitou um pouco”, disse. “Faltou paciência, a idade é que nos traz um pouco mais de serenidade, a gente vai ficando mais tranquilo”, brincou.

Questionado se não seria uma medida para cobrar pontualidade dos deputados, Vitti disse que até poderia ser, mas que não havia sentido em não ter tolerância alguma quanto ao horário, já que o trabalho dos parlamentares não se resume às sessões no plenário.

Francisco Oliveira (PSDB) reforçou o coro de Vitti: “Acho que faltou bom senso e um pouquinho de paciência”, declarou. Lucas Calil (PSL) estava inconformado com o encerramento: “Vim de Inhumas para a sessão, cheguei aqui exatamente às 15h02, não entendi o que aconteceu”, reclamou.

Na Comissão Mista, aberta após o encerramento da sessão, Diego Sorgatto (Rede) pediu a palavra para questionar a atitude de Henrique Arantes: “Não entendi qual foi o critério dele”, pontou. Henrique disse apenas que não havia quórum e que, por isso, suspenderia a sessão, marcando outra para o dia seguinte, quinta-feira (10), no horário regimental.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.