Hemocentro intensifica campanha de doação de sangue para o carnaval

Previsão de aumento na demanda durante o feriado movimenta os trabalhos de coleta. Meta é elevar estoques da capital e de unidades do interior

Foto: Divulgação

O banco de sangue da Hemorrede Pública do Estado de Goiás inicia nesta semana a campanha de doação de sangue para o carnaval. Segundo a direção do hemocentro, a previsão é de aumento da demanda durante o feriado, conforme observadas as médias históricas. A meta é conseguir abastecer os bancos de sangue da capital e das unidades do interior do Estado.

De acordo com a diretora-feiral da Hemorrede Pública de Goiás, Denyse Goulart, o maior desafio é manter o estoque de todos os tipos de sangue, levando em conta a média mensal de 3,1 mil bolsas necessárias no Estado.

“Infelizmente, não há nenhuma tecnologia que substitua o sangue humano. Pedimos às pessoas que são doadoras que falem sobre isso nas suas famílias, grupo de amigos e nos ajudem a desmistificar esse procedimento e, com isso, motivar cada vez mais pessoas a serem doadores regulares”, destaca Denyse.

Unidade Móvel

Para solicitar uma ação com a unidade móvel do Hemocentro, a empresa ou instituição interessada deve atender aos seguintes requisitos: ter em média cem candidatos para doação e realizar o agendamento com, no mínimo, 30 dias de antecedência, pelos telefones (62) 3201-4101 ou (62) 3201-4573, ou pelo e-mail [email protected]

Confira abaixo o calendário da Unidade Móvel do Hemocentro nos próximos dias, com funcionamento das 8h às 16h:

12/2 – Universidade de Rio Verde (Unirv), Campus Aparecida de Goiânia

14/2 – Sesc Faiçalville, Goiânia

15/2 – Biocap, Indústria de Cosméticos, Trindade

18 e 19/2 – Centro Acadêmico da Faculdade de Medicina da UFG, Câmpus Samambaia, Goiânia

20/2 – Ministério Público de Goiás, Jardim Goiás, Goiânia

21/2 – Trinus Capital, Jardim Goiás, Goiânia

Quem pode doar?

Os requisitos básicos para passar pela entrevista de pré-doação de sangue são: estar saudável, ter peso acima de 50 kg, apresentar documento com foto válido em todo o território nacional e idade entre 16 e 69 anos – antes de completar 18 anos, é necessária autorização dos pais ou responsáveis e, se acima de 60 anos, ter realizado pelo menos uma doação até essa idade. Quem tomou a vacina da febre amarela deve aguardar 30 dias para fazer uma doação.

Para doar plaquetas, a pessoa precisa ter idade entre 18 e 69 anos, pesar no mínimo 65 kg, de preferência homens ou mulheres que nunca engravidaram, em boas condições de saúde e que não façam uso de remédios como AAS e anti-inflamatórios. Para fazer a doação, basta levar um documento de identidade oficial com foto e estar bem alimentado, evitando alimentos gordurosos no dia da doação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.