Gusttavo Lima pode manter número de telefone na música, decide justiça

Autora ajuizou ação argumentando que estava sendo objeto de assédio feito por desconhecidos

O cantor Gusttavo Lima não precisa tirar do ar a música “Bloqueado”, na qual há menção a um número de telefone celular que realmente existe. A Justiça de São Paulo entendeu que eventual dano sofrido pela dona do número já está consolidado e não faria com que deixasse de receber mensagens e ligações. O clipe da canção no YouTube, por exemplo, já passou de 51 milhões de visualizações.

A autora ajuizou ação argumentando que estava sendo objeto de um inexplicável assédio feito por desconhecidos, tendo recebido inúmeras chamadas e incontáveis mensagens pelo WhatsApp, todas sem qualquer ligação com a rede contatos dela. Pediu também indenização por danos morais ao sertanejo. Na sentença, no entanto, é ressaltado o conflito entre a titularidade do número de telefone pela autora e o direito autoral e de livre manifestação pelo cantor.

“Eventual dano sofrido pela dona do número já está consolidado, sendo a música já conhecida e disponibilizada a milhões de fás do cantos, de modo que a pretendida proibição de sua reprodução sem a menção a seu número de telefone, neste momento, não faria com que deixasse de receber mensagens e ligações”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.