Gustavo Mendanha defende fim do escalonamento em Aparecida de Goiânia

Emedebista solicitou junto ao Comitê de Combate à Covid-19 que avaliasse o pedido na reunião na tarde desta terça-feira, 4

Prefeito Gustavo Mendanha (MDB) | Foto: Eduardo Pinheiro / Jornal Opção

O prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha (MDB) defende o fim do escalonamento do funcionamento das atividades comerciais e industriais no município. O emedebista solicitou junto ao Comitê de prevenção e combate ao coronavírus que avaliasse o pedido na reunião na tarde desta terça-feira, 4.

Ele argumenta que o controle da pandemia é feito há cinco meses, com série de adequações da rede municipal de saúde, com ampliação de leitos e preparação de equipes para o tratamento de pacientes da Covid-19. Além disso, citou a alta testagem realizada em Aparecida e trabalho de orientação com comerciantes.

“Do ponto de vista econômico, sempre priorizamos a manutenção dos empregos, mas tivemos que fazer o possível para evitar o pior: colapsar a saúde. Mantendo o equilíbrio entre manter os emprego, mas evitar de perda de vidas”, diz.

Ele avalia que o momento é de voltar às atividades para a próxima semana, com suspensão do escalonamento. “Analisamos todos os dias os números, a partir daí vamos trabalhando os cenários. A verdade é que conseguimos manter o número de leitos, em nenhum momento tivemos 100% de ocupação”, aponta.

Escalonamento

Aparecida de Goiânia pratica desde o início de junho escalonamento que prevê cenários de acordo com a taxa de ocupação de leitos. A cidade foi dividida em macrorregiões que fecham e abrem em diferentes dias da semana. Assim, de acordo o risco de colapso do sistema de saúde, a autorização para abertura fica restrita para mais ou menos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.