Pré-candidato ao Congresso, Gustavo Gayer integra frente nacional de apoio a Bolsonaro

Criação do grupo foi prestigiada pelo presidente. Anuncio ocorreu durante evento de filiação de Maurício do Vôlei e do cantor Netinho da Bahia ao PL

Quarto colocado nas últimas eleições para a Prefeitura de Goiânia, com 45.928 votos, o youtuber Gustavo Gayer (DC) passa a integrar a Frente Parlamentar “Lealdade Acima de Tudo”, um movimento nacional criado com o propósito de unir pré-candidatos às 513 cadeiras do legislativo federal em torno da reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). Além do goiano, outros seis políticos fazem parte da frente cujo lançamento, na terça-feira, 15, contou com a presença de Bolsonaro. No mesmo dia, o democrata cristão foi confirmado integrante do programa Morning Show, da Jovem Pan.  

De acordo com o presidente da Frente Conservadora de Goiás (FGC), Oséias Varão (Progressistas), que também esteve no evento em Brasília, Gayer será um dos nomes do grupo para concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados ou ao Senado Federal. Além dele, a FGC conta com outros 12 políticos. Entre eles estão os deputados Carla Zambelli (União-SP), Felipe Barros (União-PR), General Girão (União-RN), Major Fabiana (União-RJ), além de Gayer, o ex-jogador de vôlei Maurício Souza e o cantor de axé, Netinho da Bahia. Os dois últimos se filiaram ao PL nesta terça-feira.  

“O objetivo da frente é articular e organizar um grupo de pré-candidatos a deputado federal que apoiam o presidente Bolsonaro e que são grandes influenciadores em seus estados. Eles irão desenvolver ações conjuntas e coordenadas de apoio mútuo e ao presidente Bolsonaro, que é postulante à reeleição”, afirma Varão.  

Morning News  

O bolsonarista goiano também vai participar do grupo de comentaristas do programa Morning Show da Jovem Pan. O programa vai ao ar diariamente na TV Fechada e nas rádios do grupo. A participação, segundo fontes próximas ao político, foi a convite da rádio e não tem relação com a pré-candidatura. “Só peço a Deus sabedoria e discernimento para representar a voz dos que por muito tempo foram ignorados”, disse Gayer, ao comemorar a confirmação do nome dele na rádio.  

Gustavo, no entanto. terá apenas dois meses e 15 dias para continuar no programa, caso se confirme como postulante a uma das 17 cadeiras disponíveis para o Estado em Brasília. Isso porque, ele precisa se desincompatibilizar no dia 30 de junho, quando estará vedada a apresentação de programas de rádio e de televisão por pré-candidato ou pré-candidato, independente do cargo ao qual o político vai concorrer.  

Mesmo cotado para o Senado, Gayer deve ser candidato a Câmara Federal. Está filiado ao DC e negocia a permanência ou não na sigla. “A definição deve acontecer nos próximos dias”, acrescenta o presidente da FPC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.