Guedes diz que governo estuda liberação de conta ativa do FGTS

Ministro afirmou que PIS/Pasep e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço serão liberados assim que a reforma da Previdência for aprovada

Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Arquivo/Agência Brasil

Após a aprovação da nova Previdência, o governo federal deve apostar em medidas de estímulo para a economia, entre elas, a liberação de recursos dos trabalhadores depositados em contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). “Nós não vamos fazer truques ou mágicas”,  afirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Mas isso tudo exige reformas antes. Você não pode fazer voluntarismo com política econômica e levar o Brasil para o buraco. Nós temos que começar pelas coisas mais importantes”, argumentou o ministro.

Segundo Guedes, PIS/Pasep e  FGTS seriam liberados assim que saírem as reformas. Guedes disse ainda que a liberação deve incluir contas inativas e ativas. “Cada equipe está examinando isso. Nós não batemos o martelo ainda, mas todas as equipes estão examinando isso.”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.