“A gritaria dos golpistas não vai me tirar do rumo”, diz Dilma

Entre vaias e protestos de apoio, presidente discursou durante cerimônia de posse dos novos ministros no Palácio do Planalto

Presidenta Dilma Rousseff mostra termo de posse de Lula como ministro-chefe da Casa Civil, durante cerimônia no Palácio do Planalto | Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidenta Dilma Rousseff mostra termo de posse de Lula como ministro-chefe da Casa Civil, durante cerimônia no Palácio do Planalto | Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

A presidente Dilma Rousseff (PT) não economizou críticas à divulgação de áudio de uma conversa entre ela e o ex-presidente Lula pela Polícia Federal, em discurso no Palácio do Planalto na manhã desta quinta-feira (17/3).

“O Brasil não pode se tornar submisso a uma corporação que viola as prerrogativas constitucionais da presidência. Não é porque a presidente é diferente das outras pessoas, mas se fazem isso com a presidência, o que farão com as prerrogativas dos outros cidadãos?”, argumentou a presidente.

Dilma repudiou as versões divulgadas das escutas telefônicas com conversas entre ela e Lula. “Estaremos avaliando as condições deste grampo que envolve a Presidência da República. Queremos saber quem autorizou e por que o autorizou, e por que foi divulgado porque não continha nada que possa levantar qualquer suspeita sobre seu caráter republicano” e reiterou “investigações baseadas em grampos ilegais não favorecem a democracia”.

Dilma se pronunciou durante cerimônia de posse dos novos ministros, entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que assumiu como ministro-chefe da Casa Civil. A presidente ainda convocou o apoio de situação e oposição para “a retomada do crescimento do país.

“O Brasil enfrenta dificuldades econômicas e políticas. Temos que estar juntos pelo Brasil neste momento. A base política do governo e mesmo os opositores podemos todos agir em conjunto pelo Brasil sem que se exija de jungirem abdicar de ideias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.