Greve na UFG é rejeitada por 73,8% dos professores

Mais de 800 docentes foram contrários à paralisação da categoria por tempo indeterminado em protesto à PEC 55

Com expressiva votação, professores da Universidade Federal de Goiás (UFG) resolveram rejeitar a greve da categoria em protesto à PEC 55, que congela os gastos públicos federais pelos próximos 20 anos.

O Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás, Adufg Sindicato, divulgou na manhã deste sábado (19/11) o resultado do plebiscito realizado de 10 a 18 de novembro com participação de mais de mil professores filiados e não filiados.

Foram instaladas urnas para voto presencial na sede administrativa do sindicato, mas a maioria participou da votação eletrônica, disponível no site da central.

Os professores responderam a seguinte pergunta: “Professor (a), você é a favor da greve?”. A maioria, 809 docentes, respondeu não, 267 sim e 20 se abstiveram. O resultado foi apurado nesta sexta-feira (18) na sede administrativa da Adufg Sindicato por uma comissão de professores do grupo de apoio, diretores e ex-presidentes da entidade.

Após a apuração dos votos presenciais houve a conferência com o sistema eletrônico para verificação de duplicidade de votos. A votação eletrônica registrou 1042 votos, 765 contra a greve e 258 a favor.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Adilson Faria Junior

Deve haver algum erro pois eletronicamente 267 se posicionaram a favor da greve e ao se somar os que votaram diretamente na urna do sindicato o número reduziu para 258? Havia a possibilidade de ser retratarem da votação eletrônica? Nas urnas houve possibilidade de retratação? Como isso?