Greve dos peritos do INSS acaba e atendimentos voltam a ser normalizados

Atendimentos para o público retornam de forma integral na próxima segunda-feira, 23; se o benefício for concedido a categoria especificas, o MTP se comprometeu a conceder 19,99% de reajuste para os perito médicos

Os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciaram o fim da greve nesta sexta-feira, 20. Após a paralisação que durou 52 dias, o titular do Ministério do Trabalho e Previdência (MTP), José Carlos Oliveira, e representantes da Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) afirmam que todas as reivindicações da categoria foram atendidas. Com isso, os atendimentos para o público retornam de forma integral na próxima segunda-feira, 23. A paralisação fez com que a fila de espera para a perícias médicas passasse de um milhão.

Caso o governo federal conceda aos servidores públicos um reajuste linear, os servidores do INSS o receberão da mesma forma. Agora, se o benefício for concedido a categoria especificas, o MTP se comprometeu a conceder 19,99% de reajuste para os perito médicos. Entre as exigências da categoria, estão a limitação de 12 atendimentos por dia e o preenchimento da agenda de forma contínua e de maneira igualitária entre os turnos.

Os servidores paralisaram, uma vez que, cerca de 20 mil servidores se aposentaram entre 2015 e 2021 e reduziram pela metade a quantidade de trabalhadores que contam com uma demanda represada de 3 milhões de requerimentos de benefícios em todo o país. Por este motivo, além do reajuste salarial, os servidores também pedem a realização de um concurso público; o estabelecimento de uma carreira da Seguridade Social; o fim do adicional de meta; o reajuste nos auxílios; melhores condições de trabalho e o fim das terceirizações. Segundo os servidores, o último reajuste no salário dos trabalhadores e trabalhadoras do INSS foi conquistado no ano de 2015 e pago em parcelas até 2017. De lá para cá, as perdas acumuladas somam mais de 40%. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.