Gravação da caixa-preta não é do voo que vitimou Eduardo Campos e mais seis pessoas

Informação foi repassada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos

As duas horas de áudio registradas na caixa-preta do avião em que estava o presidenciável Eduardo Campos (PSB) e quatro pessoas de sua equipe, além de dois tripulantes, não registrou o voo que os vitimou fatalmente na última quarta-feira (13/8). A informação foi divulgada na tarde desta sexta-feira (15) pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Os quatro técnicos do órgão destacados para análise informaram que as duas horas de gravação do equipamento, capacidade máxima de registro do aparelho, não se referem ao voo da tragédia.

Todavia, a Força Aérea Brasileira (FAB) não informou a data da gravação, pois conforme foi explicado à imprensa, caixas-pretas não fazem esse tipo de registro. Também não foi detalhada a forma como se dá o funcionamento do aparelho (se manual ou automática). “As razões pelas quais o áudio obtido não corresponde ao voo serão apuradas durante o processo de investigação”, informou a FAB, lembrando em seguida que as informações que ficam gravadas são apenas mais um de muitos elementos levados em consideração em apurações do tipo, “não sendo imprescindíveis para a identificação dos possíveis fatores contribuintes”.

Inicialmente, chegou-se a cogitar que um Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant, também conhecido por drone) tivesse colidido com a aeronave, pois a Polícia Militar Ambiental de São Paulo possui autorização para voos naquela região até o dia 31 de agosto. Contudo, a corporação comunicou à FAB que, na ocasião, não havia nenhum Vant em uso.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Joaquim Caldas

Isso foi um atentado por justiçamento! Na mesma data do aniversário de Fidel Castro?