Governo recua em emenda que retira promoção de policiais militares

Texto havia sido incluído pela base governista em projeto que transforma 10 escolas estaduais em colégios militares

Líder do governo na Casa, José Vitti (PSDB) | Foto: Marcos Kennedy

Líder do governo na Casa, José Vitti (PSDB) | Foto: Marcos Kennedy

O líder do governo na Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), subiu na tribuna na tarde desta quarta-feira (1º/7) para anunciar que o governo está recuando na proposta prevista em emenda que prejudica praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. O texto propõe a retirada de uma data da promoção dos policiais, que passariam a buscar direitos uma vez ao ano.

O texto foi incluído pela base no projeto governista que transforma 10 escolas estaduais em colégios militares. A oposição questionava principalmente fato da emenda ter sido incluída em projeto com temática diferente. “Conversei com o governador e ele compreendeu a reivindicação dos militares”, disse Vitti.

Um projeto parecido já foi aprovado na Casa este semestre, retirando uma data de promoção dos oficiais das corporações citadas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.