“Governo precisa apresentar um projeto de reforma Tributária que atenda ao Brasil”, defende Glaustin

Parlamentar acredita que PECs em tramitação irão morrer na praia e aposta em texto mais justo da equipe econômica de Paulo Guedes

Foto: Reprodução

O deputado federal Glaustin da Fokus, do PSC, falou ao Jornal Opção sobre a tramitação da reforma Tributária na Câmara dos Deputados. Para ele, a pauta deveria ser prioritária “por envolver geração de riquezas para o país, de empregos, e de vários players que estão guardados nas gavetas e que os empresários não têm coragem de ‘soltar’ por insegurança jurídica”, aponta.

O deputado que integra a comissão especial responsável por analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma Tributária explica que já organizou reuniões em Goiânia para apresentar o esboço da proposta. No entanto, Glaustin avalia que, diferentemente da reforma da Previdência — que tinha a ‘benção’ do governo federal, a tributária tem tido esse empenho e, por isso, vem sendo desidratada ao longo das discussões.

Glaustin aponta que a PEC 45 “não é uma boa” para as regiões Centro-Oeste e Nordeste. “Ela é boa para o Sul e Sudeste do país, onde tem mais riqueza e a população por metro quadrado é maior”, argumenta. “E agora a nossa cobrança é para que o ministro da Economia [Paulo Guedes] apresenta a proposta de reforma do governo para que possamos trabalhar em cima dela”, complementa.

De acordo com o parlamentar, as duas propostas em tramitação, uma no Senado e outra na Câmara, estão sendo desidratadas com o tanto de debate que está acontecendo. Por isso, a expectativa dos parlamentares e da iniciativa privada é de que a PEC do governo seja melhora para as regiões mais pobres como Goiás. “A PEC apresentada é muito ruim para nós. O governo precisa apresentar um projeto de reforma Tributária que atenda ao Brasil e suas particularidades”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.