Governo lança força tarefa para mapear cerca de 8 mil barragens

Ação conjunta de órgãos ambientais goianos busca regularizar situação das barragens do Estado a partir do próximo mês

Foto: divulgação

A secretaria de Meio Ambiente de Goiás está se movimentando após o rompimento da barragem de Brumadinho. Uma força tarefa lançada nesta terça-feira, 29, pretende fiscalizar e cadastrar todas as barragens do Estado. Dados do Instituto Mauro Borges apontam que o território goiano possui cerca de 8 mil.

Dentre estas 8 mil barragens, a maior parte é de água e serve para abastecimento, irrigação e outros usos. Outras 10 são barragens de rejeitos de mineração, embora os resíduos presentes sejam diferentes da lama de Brumadinho. “Precisamos reforçar a estrutura de controle e responsabilização dos empreendedores e, por outro lado, precisamos reforçar também a fiscalização”, disse a secretária da pasta, Andréa Vulcanis.

Durante a coletiva que anunciou os trabalhos, Vulcanis também comunicou que todos os empreendedores e proprietário de terra que possuam barragens serão convocados para o cadastramento, que começa no dia 12 de fevereiro. Ainda não há um prazo para o encerramento e pela secretaria, após o prazo que vier a ser estabelecido, as barragens que não tiverem cadastro poderão ser multadas.

A força tarefa irá contar com apoio de órgãos como o Batalhão da Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros. No anuncio desta terça-feira, 29, ficou prevista ainda uma reunião pública no dia 6 de fevereiro com os empreendedores, onde devem receber contribuições quanto à segurança das barragens.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.