Governo federal sinaliza recuar sobre envio de homens de Força Nacional

Para que o envio aconteça de fato, é necessário que a medida seja publicada no Diário Oficial da União, o que ainda não foi feito

Lázaro Barbosa | Foto: divulgação

Na última quinta-feira, 17, o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, afirmou durante uma coletiva de imprensa que o ministro Anderson Torres, titular da pasta da Justiça e Segurança Pública do Brasil, havia oferecido cerca de 20 homens da Força Nacional para atuação nas buscas pelo criminoso foragido da polícia, Lázaro Barbosa. 

No entanto, esse envio de reforços para Cocalzinho de Goiás só poderia ser feito após a publicação da medida no Diário Oficial da União, o que ainda não aconteceu até a tarde desta sexta-feira, 18. Fontes ligadas ao Ministério da Justiça afirmam que Rodney Miranda pode ter se precipitado ao anunciar essa medida, já que o ministério em questão ainda está avaliando se os policiais enviados seriam mesmo úteis no planejamento estratégico para a captura do assassino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.