“Ordem é saber o que fazem com bilhões da população brasileira”, escreveu

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou, em sua página no Twitter, a revisão de contratos vigentes e possibilidades futuras da Petrobras com a cultura. Na publicação, o capitão chegou a desdenhar dos projetos que contam com patrocínio da estatal. “Ligados ao setor que alguns dizem ser de cultura”, escreveu.

Segundo ele, o objetivo é respeitar a plicabilidade do dinheiro público. “A ordem é saber o que fazem com bilhões da população brasileira”, disse.

Lançado em 2003, o Programa Petrobras Cultural patrocina projetos de música, artes cênicas e audiovisual. De acordo com a empresa, mais de 4 mil ações já receberam ajuda do programa. A seleção dos projetos se dá por chamadas públicas e por escolha direta. A última chamada aberta pela companhia foi em 4 de dezembro do ano passado. A “Petrobras Música em Movimento 2018” tinha valor total previsto de R$ 10 milhões.

(Com informações da Agência Brasil)