Governo estadual suspende acréscimo de 9,5% em mensalidades do Ipasgo

O reajuste de 9,5% nas mensalidades pagas pelos usuários de Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo) foi suspenso nesta terça-feira (22/7). O acréscimo seria aplicado no pagamento deste mês.

Em nota, o Ipasgo informou que a determinação veio do governador Marconi Perillo (PSDB). A diretoria do instituto alegou ainda sensibilidade à manifestação contrária dos servidores quanto ao aumento.

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Goiás (Sindipúblico) chegou a apresentar uma reclamação ao Ministério Público de Goiás (MP-GO) acerca do aumento. Uma das propostas da categoria era para que o governo arcasse com parte do valor acrescido.

Confira na íntegra o comunicado divulgado pelo Ipasgo:

Atendendo a determinação do Senhor Governador e sensível à manifestação de servidores nos últimos dias, a Diretoria do IPASGO decidiu pela suspensão da aplicação do reajuste da tabela de contribuições, que deveria entrar em vigor a partir do 1º de julho.

 *Notícia atualizada às 16h. Anteriormente, noticiamos que o governo estadual teria cancelado o reajuste, ao invés de suspendê-lo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.