Governo estadual deve incluir novas mudanças na PEC do Teto dos Gastos

Segundo o deputado Simeyzon Silveira (PSC), o governador Marconi Perillo (PSDB) se comprometeu a avaliar possibilidade de retirar saúde e educação da matéria

O deputado estadual Simeyzon Silveira (PSC) afirmou, em entrevista ao Jornal Opção, que o governo deve apresentar uma nova configuração da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Teto dos Gastos na próxima terça-feira (9/5). Segundo ele, o governador Marconi Perillo (PSDB) e o secretário-chefe da Casa Civil, João Furtado, se comprometeram a avaliar a viabilidade de retirar saúde e educação da matéria.

“Estamos aguardando a posição do governo, eles estão fazendo projeções para preservar saúde e educação”, afirmou ele. O deputado disse que eles estavam irredutíveis, mas que, depois de reuniões com os parlamentares na última quinta-feira (4/5), se comprometeram a avaliar a possibilidade de mudanças.

No último dia 25, deputados da base governista apresentaram voto em separado para pedir que a limitação de gastos não incluísse essas áreas – a segurança pública, também considerada sensível, já havia sido retirada da proposta.

Lissauer Vieira (PSB), Simeyzon Silveira (PSC), Henrique Arantes (PTB) e Francisco Jr (PSD), que fazem parte da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), consideram que estes setores não podem ter seus investimentos limitados sem prejudicar a população e se recusaram a votar favoravelmente à PEC caso ela fosse mantida do jeito que estava. Os suplentes Carlos Antônio (PDT) e Virmondes Cruvinel (PPS) também se juntaram a eles.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.