Governo economiza mais de R$ 3,5 milhões a partir de mudanças na gestão de veículos 

Decreto estabelece reformulação na gestão das frotas. Medida reduz despesas com abastecimento, garagem, limpeza e lavagem dos carros

Foto: Reprodução

O governador Ronaldo Caiado (DEM), por meio da Secretaria de Estado da Administração (Sead), assinou um decreto para renovação do modelo de gestão dos veículos utilizados por órgãos e instituições ligadas ao Executivo.

O decreto — publicado no Diário Oficial do Estado no dia 23 de outubro — estabelece uma reformulação na gestão das frotas. Ele insere um modelo compartilhado, em convergência com a revisão de contratos de veículos utilizados pelo Poder Executivo. De acordo com a governadoria, a medida é responsável por uma economia superior a R$ 3,5 milhões apenas em 2019.

Para o titular da Sead, Bruno D’Abadia, a medida converge com a política de respeito ao dinheiro do contribuinte implementada pelo governador Caiado. “Goiás está dando exemplo na aplicação consciente e transparente dos recursos públicos. É mais uma demonstração da seriedade do governador em reparar as distorções e coibir o uso irracional das verbas do Estado”, pontuou.

De acordo com o documento, foram criadas unidades setoriais de frotas e uma central para aperfeiçoar os recursos despendidos na utilização, aquisição ou locação de veículos. Tudo será feito por meio do compartilhamento de informações e adoção de medidas sistematizadas e direcionadas aos órgãos da administração pública.

A medida inclui a eliminação de 11 veículos de representação — que eram utilizados por superintendentes executivos — resultando em uma economia real de aproximadamente R$ 330 mil por ano apenas em locações, e, como consequência, a redução de R$ 118 mil das despesas com abastecimento, garagem, limpeza e lavagem dos carros. A medida já é executada pela gestão Caiado e integra a política de redução de despesas implementada pelo Governo de Goiás.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.