Novo sistema de trabalho reduziu gastos com diárias, passagens e transporte de empregados públicos

Foto: Reprodução.

Por causa da pandemia de Covid-19, parte dos servidores públicos estão trabalhando de casa há pouco mais de quatro meses. Com novo sistema de trabalho, o governo reduziu os gastos com diárias, passagens e transporte de empregados públicos, além de ter realizado cortes nas gratificações desses trabalhadores.

Dados do Ministério da Economia indicaram que, em três meses, a despesa caiu 75,2% em relação ao mesmo período de 2019. Somente entre março e maio, a economia foi de R$ 199,6 milhões com diárias e passagens.

Os dados de junho e julho ainda estão sendo contabilizados e a economia pode chegar a R$ 500 milhões somente com a substituição de viagens por videoconferências, por exemplo.

De acordo com a pasta, isso se deve às restrições para viagens nacionais e internacionais, além da alocação de cerca de 62% da força de trabalho do Executivo federal em regime de trabalho remoto. A redução de despesa foi observada em viagens internacionais (-86%) e nacionais (-72,9%).

Também houve economia em deslocamentos terrestres. De março a maio de 2020, em comparação ao mesmo período de 2019, houve redução de 60,9% nos gastos com esse tipo de transporte.