Governo e Polícia Civil entram em acordo sobre PEC da Previdência

Após intenso debate, Caiado decidiu acatar emenda do deputado Eduardo Prado (PV) que mantém os direitos vigentes da categoria até a publicação posterior de uma lei federal

Eduardo Prado (PV) | Foto: Divulgação

Após o debate acalorado entre representantes da Polícia Civil na Assembleia Legislativa de Goiás e o Executivo no que tange as mudanças que impactam a categoria na PEC da Previdência, Governo e PC parecem ter chegado num consenso.

A saída encontrada foi uma emenda apresentada pelo deputado Eduardo Prado (PV) que mantem os benefícios vigentes até uma lei complementar federal no futuro regulamente o tema.

A expectativa é de que o líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB) apresente na tarde desta quinta-feira, 19, na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), um voto em separado acatando as sugestões de Eduardo Prado. O parlamentar considera que o acordo é uma vitória para a categoria.

Manifestação 

Ontem policiais civis e penais lotaram as galerias da Assembleia e ocuparam o saguão da Casa em protesto à reforma. Delegados chegaram a anunciar que entregariam seus cargos caso o texto fosse aprovado na forma original.

Na noite de ontem, Caiado recebeu o Delegado Geral da Polícia Civil, Odair José Soares, para uma conversa onde finalmente o acordo foi selado.

Com o acordo com o governador, sindicatos afastam a possibilidade de paralisação e greves em Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.