Governo do Estado reinaugura Hospital de Itumbiara nos próximos dias

Unidade deverá funcionar temporariamente como hospital de campanha para atender pacientes infectados pela Covid-19 na macro região Centro Sudoeste

Reforma do Hospital de Itumbiara | Foto: Divulgação

Com a determinação judicial que estadualizou o Hospital e Maternidade São Marcos, em Itumbiara, o governador Ronaldo Caiado determinou a reestruturação e reforma do espaço. Com as obras na reta final e previsão de entrega no próximo dia 29 de junho, o Novo Hospital Estadual São Marcos atenderá uma população de cerca de 1,3 milhão de pessoas, goianos da macro região Centro Sudoeste.


“Nós, Graças a Deus, conseguimos um trabalho enorme. Com apoio da Assembleia Legislativa, de nossos deputados estaduais; e também da bancada de deputados federais, conseguimos avançar naquilo que mais precisávamos: reestruturar a rede de Saúde no Estado de Goiás, que nunca teve a condição de atender as pessoas necessitadas, de outra maneira que não fosse deslocá-las de ambulância para Goiânia”, afirmou Caiado.


Com 200 leitos, sendo 30 deles de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes graves e 170 de leitos clínicos, em enfermaria, a unidade deverá atender como hospital de campanha para receber pacientes infectados pela Covid-19.


“Graças ao apoio da sociedade, das lideranças políticas, criamos algo que dificilmente outro Estado conseguiu. Em tão rápido espaço de tempo, estruturar a rede de Saúde; não apenas com ambulância, mas com estrutura médica e todo instrumental necessário para dar as pessoas medicina de qualidade, como se estivessem na capital do Estado. Isso se chama dignidade”, acrescentou o governador.


A administração municipal havia pedido para assumir a unidade hospitalar, mas a Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) deu parecer desfavorável à solicitação da Prefeitura de Itumbiara. A gestão, inclusive, possui uma dívida de R$4 milhões com o hospital. A 1ª Vara Cível a Comarca de Itumbiara decidiu conceder a imissão provisória da posse ao governo do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.