Governo de Goiás recontrata 2,1 mil comissionados

Servidores integraram grupo de 3,1 mil que tiveram vínculos com o Estado encerrados no dia 28 de fevereiro. Recondução do restante não está descartada

Pedro Henrique Sales, secretário de Administração

O Governo de Goiás renomeou cerca de 2,1 mil servidores comissionados após o fim do vínculo de 3.114 deles no dia 28 de fevereiro. A informação foi confirmada pela Assessoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Administração (Sead), na manhã desta quinta-feira, 13, em nota enviada ao Jornal Opção. De acordo com o órgão, “70% dos servidores comissionados que teriam seu vínculo encerrado no dia 28 de fevereiro de 2019 foram reconduzidos aos órgãos em que já estavam lotados”.

A recontratação dos demais não foi descartada pela Sead, que não informou os órgãos de destinos dos comissionados. “As vagas remanescentes poderão ser preenchidas, de forma gradativa, respeitando o compromisso de uma gestão responsável e com foco na prestação de um serviço público de qualidade pelo Governo de Goiás”, diz a nota.

Em fevereiro, o Governo de Goiás havia informado ao Jornal Opção que a determinação era a de cortar linearmente em 30% o número de comissionados na folha do Estado. Em janeiro, havia 6.891 comissionados, ao custo de R$ 28,5 milhões. Em fevereiro, foram 3,8 mil, com gasto de R$ 15,3 milhões.

3 respostas para “Governo de Goiás recontrata 2,1 mil comissionados”

  1. RICARDO DIAS CALDEIRA disse:

    uai, já tá sobrando dinheiro, já terminou de pagar os salários atrasados? que bom.

  2. Jane Márcia Pereira Maciel disse:

    Por favor, Onde encontrar os nomes dos servidores reconduzidos?

  3. Esperança disse:

    Esse desgoverno é brincadeira. Entopem os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário de comissionados e depois vêm reclamar dos servidores públicos! Parem de falácias e vão trabalhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.