Governo de Goiás nega demissões com caráter político

Governador José Eliton (PSDB) resolveu tornar sem efeito nesta semana a exoneração de mais de 70 servidores

O governo de Goiás, por meio de sua assessoria, negou que a demissão na última semana de mais de 70 servidores comissionados, incluído nomes do PP, tenha sido motivada por razões políticas.

Prova disso, alega a gestão estadual, é que, em edição extra do Diário Oficial do Estado publicada nesta quarta-feira (15), o governador José Eliton (PSDB) resolveu tornar sem efeito a exoneração dos servidores.

Segundo aponta o governo, foram exonerados recentemente comissionados de vários partidos, muitos de indicados por siglas da própria base aliada.

Em alguns casos, os servidores foram desligados porque iriam atuar na campanha eleitoral. A maioria, entretanto, teria sido demitida por “questões de reordenamento administrativo, inclusive, para adequar as contas do Estado para o encerramento do final do exercício deste mandato”.

Outras exonerações também já estariam sendo revistas a pedido dos secretários por conta de demandas de suas pastas.

Deixe um comentário