Governo de Goiás libera recursos para construção de casas em 45 municípios

Programa Goiás na Frente agiliza convênios para construção de 3,3 mil moradias com investimento de R$ 33,1 milhões nas áreas de abrangência de Ipameri e Goiatuba

Foto: Sergio Willian

Mais 45 municípios nas regiões de abrangência de Ipameri e Goiatuba serão beneficiados com assinaturas de ordens de serviços do programa Goiás na Frente para construção de 3.302 unidades habitacionais, com investimentos da ordem de R$ 33,1 milhões. O governador Marconi Perillo (PSDB) e o vice-governador José Eliton (PSDB) assinam as ordens de serviço na terça-feira (9/5).

Em Ipameri, o encontro será a partir das 9 horas, no Pavilhão Diocesano da Catedral do Divino Espírito Santo, no Centro da Cidade. Em Goiatuba, às 15 horas, no Centro Universitário Unicerrado, Jardim Santa Paula. O presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival, acompanha a agenda do governador nos dois municípios.

Luiz Stival destaca que os recursos do Cheque Mais Moradia já estão disponíveis para a contratação das moradias. “O governador Marconi pediu agilidade no processo. Os prefeitos devem apresentar as áreas regularizadas para a contratação junto à Caixa Econômica Federal”, frisa o presidente da Agehab.

Em Ipameri, o governador Marconi assina ordens de serviço colocando à disposição de 23 municípios da região R$ 17 milhões e 580 mil em Cheque Mais Moradia para construção de 1.758 unidades habitacionais. Serão beneficiados os municípios de Anhanguera, Caldas Novas, Campo Alegre de Goiás, Catalão, Corumbaíba, Cristianópolis, Cumari, Aurora, Orizona, Ouvidor, Palmelo, Pires do Rio, Santa Cruz de Goiás, São Miguel do Passa Quatro, Silvânia, Três Ranchos, Urutaí e Vianópolis.

Os municípios atendidos pelo programa são os que ainda apresentam déficit habitacional, de acordo com levantamento do Ministério das Cidades, tendo como base dados do Censo e da Fundação João Pinheiro.

Já em Goiatuba, serão assinadas pelo governador Marconi Perillo ordens de serviço para construção de 1.544 unidades habitacionais, com investimentos da ordem de R$ 15 milhões e 440 mil, beneficiando 22 municípios. Os municípios contemplados são: Água Limpa, Aloândia, Bom Jesus de Goiás, Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Cromínia, Edealina, Edéia, Goiatuba, Inaciolândia, Itumbiara, Joviânia, Mairipotaba, Marzagão, Morrinhos, Panamá, Piracanjuba, Pontalina, Porteirão, Professor Jamil, Rio Quente e Vicentinópolis.

Com o programa Goiás na Frente, que destina R$ 9 bilhões para melhoria de infraestrutura e qualidade dos serviços do Estado, a administração Marconi Perillo vai investir R$ 1 bilhão em habitação de interesse social, sendo R$ 300 milhões em Cheque Mais Moradia, R$ 600 milhões da parceria com a Caixa Econômica Federal e R$ 100 milhões de contrapartida dos municípios, com a doação dos terrenos regularizados para construção.

Balanço habitação

Desde 2011, com a modernização da Agehab e reformulação do antigo Cheque Moradia – que foi transformado em Cheque Mais Moradia para atuar em parceria com todos os programas municipais e federais de habitação –, a administração Marconi Perillo tem feito uma revolução na habitação de interesse social, com atendimento a todos os municípios.

Foram investidos quase meio bilhão em Cheque Mais Moradia para construção e reforma de moradias e equipamentos comunitários, beneficiando em torno de 200 mil famílias. Já foram entregues mais de 14 mil unidades e outras 19 mil estão em fase de conclusão.

Nos 23 municípios que estão na região de abrangência de Ipameri, por exemplo, já foram investidos em moradia mais de R$ 109 milhões, dos quais R$ 44,5 milhões em Cheque Mais Moradia, beneficiando 5,4 mil famílias com casa própria e melhorias habitacionais. São 2,3 mil famílias beneficiadas com moradia, das quais 792 já receberam as chaves da casa própria. Existem convênios em andamento nesses municípios para reforma de aproximadamente 3 mil moradias.

Já nos 22 municípios da região de Goiatuba, o Governo de Goiás, por meio da Agehab, viabilizou o investimento de R$ 85,9 milhões em parceria com o governo federal e as prefeituras. Desse total, R$ 43,6 milhões são provenientes do Cheque Mais Moradia para construção e reforma de 6,3 mil unidades habitacionais. Foram entregues nesses municípios cerca de 1,8 mil moradias. Existem convênios em andamento para reforma de 3.570 moradias precárias.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.