Governo de Goiás investe R$ 92 milhões em bônus aos servidores da Educação na folha de dezembro

Valor é resultado da economia de recursos que Seduc tem promovido em sua gestão e de ajustes administrativos, como reordenação de turmas e fusão de escolas

Foto: Divulgação

Os profissionais da rede estadual de educação receberão na folha de pagamento de dezembro uma ajuda de custo. O anúncio foi feito pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e beneficiará servidores efetivos, comissionados e contratos temporários da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que vão receber um valor proporcional aos meses trabalhados em 2020 e à carga horária de cada um.

“O nosso tratamento é igualitário. Seja o porteiro, aquele que está na cantina, na cozinha, na segurança da escola ou o professor”, enfatizou o governador, durante o anúncio.

Essa é uma forma de o Governo de Goiás valorizar os profissionais da educação que tiveram custos extras com aquisição de equipamentos e aumento do uso de dados de internet durante o Regime Especial de Aulas Não Presenciais (REANP), em razão da pandemia da Covid-19, e também em reconhecimento ao esforço dos educadores no resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Pagamentos

A ajuda de custo será repassada a todos os quase de 40 mil servidores da educação no Estado. O repasse será feito de acordo com a carga horária do servidor. Quem faz 20 horas, vai receber R$ 1.297,00; 30 horas, o valor é de R$ 1.945,00; e para 40 horas, R$ 2.591,00.

Ao todo, o Estado irá designar R$ 92,1 milhões para reconhecer e valorizar os profissionais da educação. Se o servidor alterou a carga horária durante o ano será realizada uma média para o pagamento da ajuda de custo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.