O grupo liderado pelo secretário de Indústria e Comércio de Goiás Joel Sant’Anna Braga, que desembarcou na China na última segunda-feira, 10, para uma nova missão técnica, concretizou uma série de parcerias que prometem impulsionar diversos setores econômicos do estado. Em uma movimentação estratégica, a maior indústria chinesa de material cirúrgico, Zhonghong, firmou um acordo para a distribuição de seus produtos em Anápolis, utilizando o Porto Seco. A empresa, que fabrica 10 milhões de luvas por dia, além de seringas e catéteres, planeja expandir seu mercado no Brasil. Everaldo Fiatkoski, CEO da Porto Seco, esteve presente nas tratativas, sublinhando a importância desta parceria para ambos os lados.

Outra conquista relevante foi a criação de uma unidade laboratorial de medicamentos da medicina tradicional chinesa, em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) e a iniciativa privada. Também previsto para Anápolis, o novo espaço irá integrar os conhecimentos da medicina tradicional chinesa com a pesquisa e inovação brasileiras, posicionando Goiás na vanguarda do desenvolvimento farmacêutico.

Na área da mineração, os representantes do governo estadual assinaram protocolo com a Associação Sino Brasileira de Mineração (ASBM) para a execução do levantamento geofísico de Goiás, dentro do Plano Estadual de Recursos Minerais (Perm). O acordo promete fortalecer o setor mineral, trazendo tecnologias avançadas e novos recursos para a exploração sustentável.

Setor alimentício

A Meihai, uma das principais concorrentes da Ajinomoto, está em negociações avançadas para instalar uma unidade de produção de aminoácidos em Goiás. Este investimento diversifica a economia local e atrai tecnologia de ponta, com potencial para a indústria alimentícia, destaca o titular da SIC.

Joel ainda informa que, com área já adquirida em Ipameri, Goiás iniciará a produção de açúcar IC 45 destinado à exportação para a China. “Este projeto não só fortalece a economia agrícola do estado, mas também abre novas oportunidades de mercado para os produtores locais, impulsionando as exportações”, frisa.

“Estamos extremamente satisfeitos com os acordos firmados. A parceria com a UFG para uma unidade de medicina tradicional chinesa em Anápolis, e os protocolos nas áreas de mineração, material cirúrgico e aminoácidos diversificam e fortalecem nossa economia. O acordo entre o Porto Seco de Anápolis e o Porto de Xiongan abrirá novas fronteiras para o comércio internacional, consolidando Goiás como um hub logístico estratégico. A missão na China está sendo um marco, e estamos ansiosos para ver os frutos dessas parcerias nos próximos meses”, ressalta Joel Joel Sant’Anna Braga Filho.

A delegação goiana estará presente na Feira Internacional de Langfang, na China, neste domingo, 16, promovendo o comércio e a cooperação econômica. Na segunda-feira, 17, mais uma comitiva do laboratório goiano Geolab chegará para negociações em Xangai, na maior feira de medicamentos do mundo, a CPHI, buscando tecnologias e realizando visitas técnicas. A Secretaria de Indústria de Goiás acompanhará de perto todas as negociações.

A missão técnica à China faz parte dos esforços iniciados pelo governador Ronaldo Caiado em novembro do ano passado, quando o chefe do Executivo foi ao país asiático para fortalecer as relações comerciais.