Governo de Goiás contrata rede de energia de R$ 87 milhões para o Entorno do DF

Linha de transmissão assegurará melhor fornecimento de energia para as 10 maiores cidades da região, atendendo a mais de um milhão e meio de habitantes

Foto: Humberto Silva

Contrato com a Siemens Brasil foi assinado nesta segunda-feira | Foto: Humberto Silva

O governador Marconi Perillo (PSDB) e o presidente da Gelg Geração e Transmissão (Celg GT), José Fernando Navarrete, assinaram, na tarde desta segunda-feira (14/12), contrato com o diretor da divisão de Energia da Siemens Brasil, Guilherme Mendonça, para instalação de uma nova rede de distribuição de energia na região do Entorno do Distrito Federal.

Com previsão de entrega para o final de 2017, a linha de transmissão assegurará melhoria no fornecimento de energia para as 10 maiores cidades do Entorno de Brasília e Cristalina, atendendo a mais de um milhão e meio de habitantes.

Logo que assinou o contrato, o governador afirmou que o governo estadual está conseguindo, aos poucos, por meio da Celg GT, recuperar a capacidade de geração e transmissão de energia que realizava com a Usina de Cachoeira Dourada há 20 anos.

“É um dado extraordinário. Eu perguntei para o Fernando Navarrete o que a Celg GT vai gerar quando todos esses projetos começarem a operar, e ele me disse que serão 200 megawatts. Temos outros 400 megawatts em estudo com a Aneel. Ou seja, se nós chegarmos a 600 megawatts, produziremos exatamente o que Cachoeira Dourada produzia, e era nossa galinha dos ovos de ouro. E que, inclusive, nos levou a essa condição de privatização da Celg D”, explicou.

Navarrete informou que nos últimos três anos a Celg GT reconstituiu 100% da receita que tinha em 2012, e nos próximos seis meses deve ultrapassá-la em 40%. Segundo ele, estão em execução 27 projetos de geração de energia, com investimentos de mais R$ 500 milhões. “A Celg GT está firme no seu propósito de execução. É a nossa Celg, a Celg goiana, e trago também a notícia de que ela será pioneira na energia fotovoltaica”, declarou.

Marconi destacou que a rede de distribuição, que será instalada no município de Luziânia, vai regular o sistema de energia principalmente na região do Entorno Sul, melhorando a qualidade da distribuição no Sistema Interligado, o que, por sua vez, facilitará a transmissão de energia que vem das grandes usinas hidrelétricas do Norte, e flui para as regiões Centro-Oeste e Oeste.

“Essa linha de transmissão vai assegurar melhor fornecimento de energia para as 10 maiores cidades do Entorno, além de Cristalina. Isso significa atender a uma população de um milhão e meio de pessoas. É uma prioridade regulada pela Aneel, uma obra que será certamente um passo significativo para a região”, frisou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.