Governo de Goiás celebra parceria com UEG para qualificação nas áreas de Cultura e Economia Criativa

Serão implementadas ações culturais, desenvolvimento de projetos e atividades de formação, capacitação, empreendedorismo e inovação

O governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult Goiás), e Universidade Estadual de Goiás (UEG), assinou um termo de cooperação entre as instituições, que trata da implementação de ações culturais, desenvolvimento de projetos e atividades de formação, capacitação, empreendedorismo e inovação na cultura e nos setores da economia criativa.

O convênio foi celebrado na manhã desta quarta-feira, 23, durante o evento  “Natal é Arte”, realizado na Casa do Turismo.

O titular da Cultura, Adriano Baldy, ressaltou a importância do acordo firmado com a UEG.

“Com essa parceria queremos criar, em Goiás, um ambiente de startup cultural e valores criativos e centros regionais de expansão. E tudo isso é fruto de muito diálogo que tivemos com a reitoria da UEG e que renderam também na Secult a criação de uma gerência de audiovisual e criatividade, um setor que tem o poder de empreender e gerar empregos, como o audiovisual tem”, disse Baldy.

O Reitor da UEG, professor Valter Gomes Campos, reiterou a importância da união entre cultura, educação, turismo, gastronomia, bem como de todas as demais áreas, e falou da alegria de celebrar esse convênio e uma série de parcerias.

“Compreendemos que, sem os nossos parceiros, não conseguiremos ampliar e potencializar o que o Estado tem de melhor, por isso, a importância desse movimento que nos levará ao desenvolvimento da arte e da cultura no estado”, disse o reitor.

Maquininhas para artesãos

Na ocasião, o presidente da GoiásFomento, Rivael Aguiar, fez o repasse das maquininhas para utilização de pagamento aos artesãos.

Segundo o presidente, essa é uma demanda da secretaria da Retomada e da primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, que solicitou que a GoiásFomento fornecesse as maquininhas de cartão para os trabalhadores da arte, que somam em torno de 10 mil.

Essa primeira etapa é um projeto piloto que está sendo feito na Casa do Turismo, com o repasse da ferramenta que é gratuita, já ativa e sem anuidade. A ideia, de acordo com Rivael, é distribuir essas maquininhas também a todos os órgãos do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.