Governo de Goiás assina convênio de R$ 9,6 mi e assume regulação da Santa Casa de Catalão

Serão repassados 800 mil reais mensais para que a unidade oferte atendimento de urgência e emergência, cirurgias eletivas e internação

Foto: Divulgação

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), assinou nesta segunda-feira, 20, convênio com a Santa Casa de Misericórdia de Catalão no valor de R$ 9,6 milhões pelo período de um ano. O acordo prevê que, além de repasses mensais de R$ 800 mil à Santa Casa de Catalão, a regulação dos serviços seja feita pelo Estado.

O titular da Secretaria de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, lembrou das dificuldades que as Santas Casas enfrentam em todo o país, já que apesar do regime jurídico privado, as unidades possuem faturamento do Sistema Único de Saúde (SUS), cuja tabela de repasses não sofre reajuste há anos. Diante desse cenário, o secretário reforçou a necessidade de o Estado entrar com a complementação dos valores para funcionamento da Instituição.

Para o prefeito de Catalão, Adib Elias Júnior, a Santa Casa será referência em ortopedia. “Para que possamos evitar ao máximo a ‘reboqueterapia’, que é colocar o paciente em ambulância para levar para Goiânia. Isso é saúde com respeito, para trazer felicidade a nossa gente”, discursou.

Segundo o deputado federal José Nelto (Podemos) será possível reforçar a rede de atendimento de, pelo menos, 11 municípios vizinhos a Catalão. “Esse convênio jamais existiria sem uma união do município e o Estado, que vai beneficiar a população do interior de Goiás com atendimento de qualidade”, disse. 

Nova Fase

O provedor da Santa Casa de Misericórdia de Catalão, Agnaldo Mesquita, comemorou a assinatura do convênio que, segundo ele, é fundamental para manter o funcionamento do hospital.  Para ele, a Santa Casa está iniciando uma nova fase, “se especializando em tratar a média complexidade”, ressaltou.

Na unidade, o serviço de Urgência já está funcionando por meio de um Pronto Socorro e o atendimento gradativo poderá atender quase 1,5 milhão de pessoas de toda a região. “Vamos qualificar nossos profissionais para que isso se torne uma realidade”, disse Agnaldo Mesquita ao se colocar a disposição da saúde estadual para promover uma saúde de qualidade para a região Estrada de Ferro, colaborando assim para o processo de regionalização da saúde, proposto por Alexandrino.

A região Estrada de Ferro integra a Macrorregional Sudeste e é composta por 18 municípios.

Participaram da assinatura o prefeito da cidade, Adib Elias Júnior, secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, secretário municipal de saúde, Velomar Gonçalves Rios, deputado federal José Nelto e o provedor da Santa Casa, Agnaldo Gonçalves.

Anápolis

A Santa Casa de Misericórdia de Anápolis também vive uma situação difícil e aguarda a celebração de convênio com o governo de Goiás. Em reunião, o prefeito Roberto Naves (PTB), o governador Ronaldo Caiado (DEM) e o deputado Amilton Filho (SD) discutiram a situação da unidade que teve que suspender alguns serviços por falta de recursos. 

Por meio de nota, a SES-GO garantiu que trabalha para assinar, nos próximos dias, um convênio com a Santa Casa do município e, a partir desta assinatura, irá destinar verbas do Estado para o local. O prefeito Naves também se pronunciou após o encontro e afirmou que o governador está sensível à situação da Santa Casa. 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.