Governo brasileiro elogia acordo sobre programa nuclear iraniano

Acordo demorou uma semana para ser alcançado; agora os parâmetros-chave das negociações do programa nuclear iraniano foram definidos

O Ministério das Relações Exteriores informou que o anúncio de que o Irã e os países que formam o grupo 5+1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) definiram os parâmetros para um acordo sobre o programa nuclear iraniano foi recebido pelo governo brasileiro com satisfação.

O Itamaraty acrescentou que o Brasil tem reiterado “que não há alternativa a uma solução negociada para a questão e que as presentes tratativas constituem oportunidade que deve ser plenamente aproveitada para se chegar a uma solução duradoura sobre a matéria”.

O acordo entre o 5+1 e o Irã começou a ser negociado no dia 26 de março e só foi finalizado na última quinta-feira (2/4). As negociações ocorreram em Lausanne, na Suíça e extrapolaram o prazo que havia sido colocado inicialmente.

O dia fixado para a obtenção de um compromisso nas negociações sobre o desenvolvimento nuclear iraniano era 31 de março. A data passou, mas várias delegações disseram que tinham feito progressos suficientes para continuar as discussões.

De acordo com a nota do Itamaraty, o Brasil saúda a disposição dos governos do Irã e dos países do P5+1, “bem como da diplomacia da União Europeia, para perseverar os esforços para alcançar um acordo satisfatório para todas as partes”.

Na última quinta-feira (2), o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Mohamed Yavad Zarif, escreveu em sua conta no Twitter que foram encontradas soluções “em parâmetros-chave” nas negociações sobre o programa nuclear iraniano.

A informação também foi confirmada no Twitter pela chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, que avaliou as soluções como “boas notícias”. As mais recentes negociações sobre o tema começaram há cinco dias na Suíça.

Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da França, François Hollande, classificaram como “histórico” o acordo sobre o programa nuclear do Irã. Obama afirmou ainda que telefonaria ao primeiro-ministro de Israel, Benjamim Netanyahu para explicar os termos do acordo.

*Com informações da Agência Brasil

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.