Com taxas de juros menor, novo programa tem foco nas regiões regiões Norte e Nordeste do Brasil

Foto: Reprodução

O governo federal assinou nesta terça-feira, 25, a Medida Provisória (MP) que criou o programa Casa Verde e Amarela, que tem como objetivo reformular o Minha Casa Minha Vida (MCMV), em vigor desde 2009. O novo programa reduz taxas de juros e foca em estados das regiões Norte e Nordeste do país.

O ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, afirmou que a taxa mínima praticada no programa habitacional criado pelos governos petistas era de 4,75% ao ano. Com o Casa Verde e Amarela, nas regiões do Norte e Nordeste, as taxas mínimas agora passam a ser de 4,25% ao ano para as famílias com renda de até R$ 2 mil e de 4,5% ao ano para para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Nos demais estados do país, a taxa mínima caiu para 4,5% ao ano.

“Daremos tratamento diferenciado para regiões que, historicamente, têm uma condição menor em relação ao seu Índice de Desenvolvimento Humano [IDH], que são o Norte e o Nordeste do país, cumprindo a determinação do senhor presidente, de ter um olhar especial para regiões mais deprimidas do nosso país”, disse Marinho.