Governo anuncia investimentos em linhas de distribuição de água em Goiânia

Projeto vai interligar o Sistema Mauro Borges ao Rio Meia Ponte para aplacar o problema de abastecimento sofrido pelos moradores de Goiânia e região metropolitana

Sistema Mauro Borges, inaugurado em setembro de 2017 | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

O governador Marconi Perillo (PSDB) declarou na última segunda-feira (13/11) que o governo investirá R$ 331 milhões, no ano que vem, em obras no sistema de distribuição de água em Goiânia. O projeto é interligar o Sistema Mauro Borges ao Rio Meia Ponte, impedindo, desta maneira, que Goiânia volte a ter problema de desabastecimento como o registrado neste ano em decorrência da seca.

A decisão foi tomada depois que o governador recebeu um completo levantamento das obras necessárias para garantir o abastecimento sem que o sistema distribuidor fique refém das condições climáticas.

Ele disse que, apesar de o Reservatório João Leite ter água que garanta o abastecimento de Goiânia, Aparecida, Goianira e Trindade, faltam os meios necessários para fazê-la chegar ao destino final. “Água nós temos demais, em abundância. O problema está na distribuição”, salientou.

O anúncio foi feito durante discurso que proferiu na solenidade de premiação do “Construir Mais – 2º Prêmio Sinduscon de Boas Práticas”, ocorrida no auditório do Sesi, no Setor Santa Genoveva em Goiânia.

Na ocasião, garantiu que o Governo de Goiás mantém firme o seu propósito de continuar colaborando com a contrapartida do Cheque Mais Moradia para a viabilização de projetos estruturantes na área de habitação em todos os municípios goianos. “Nós chamamos todos os municípios para fazerem parceria conosco com vistas à redução do déficit habitacional no Estado”, disse para garantir em seguida que a Celg “terá muito recurso para atender as demandas dos conjuntos habitacionais”.

Deixe um comentário

wpDiscuz